• Porto da Velha San Juan
  • El paseo de la princesa na Velha San Juan
  • Forte El Morro na Velha San Juan
  • Garita en El Morro, Velha San Juan
Anterior Próximo

História secular

Em 19 de novembro de 1493, Cristóvão Colombo, com uma pequena frota de navios espanhóis, chegou à baía de uma exuberante ilha do Caribe. Deu-lhe o nome de San Juan Bautista (São João Batista). Após uma breve estadia para reabastecimento, prosseguiu sua segunda viagem de descobrimento. As praias douradas, cercadas de palmeiras, e a magnífica vegetação tropical não chamaram muito a atenção desse explorador. Colombo visava descobrir ilhas maiores e riquezas.

Ponce de León, um espanhol que segundo alguns havia acompanhado Colombo naquela viagem, resolveu voltar à ilha, chamada pelos nativos de Borinquén. Após ter ouvido que os nativos usavam enfeites de ouro, ele presumiu que existisse esse metal nos morros da ilha. Quinze anos depois, voltou para reivindicar seus direitos. Em 1521, os espanhóis fundaram seu principal povoado no litoral norte da ilha. Ponce de León chamou a nova cidade de Porto Rico, pois esperava encontrar muitas riquezas.

Essas expectativas de Ponce de León não se realizaram. O pouco ouro existente em Porto Rico logo acabou, e problemas políticos se multiplicaram. Por fim, Ponce de León partiu para o que hoje é o Estado da Flórida, EUA.

Embora a ilha não tivesse muitas riquezas minerais, os espanhóis logo perceberam que a principal baía de Porto Rico era um recurso valioso. Durante o século 16, fizeram da capital da ilha um porto seguro para os galeões que transportavam barras de ouro das Américas à Espanha. Não muito tempo depois, San Juan passou a ser conhecida como “a mais forte base espanhola nas Américas”.

Sólidas muralhas, com 13 metros de altura e até 6 metros de espessura, e duas enormes fortalezas servem de evidência do esforço extraordinário que os habitantes de San Juan fizeram para proteger a cidade. Até hoje, San Juan é um dos portos de escala mais visitados do Caribe. Os turistas podem imaginar como era a vida no período colonial ao caminhar perto das muralhas da cidade e visitar as construções antigas.

Poucos na ilha são descendentes dos primeiros habitantes nativos americanos. A população atual é na maioria descendente de imigrantes espanhóis e escravos africanos. Por causa disso, o espanhol é o idioma dominante e muitos são católicos-romanos.

Em 1898 a Espanha cedeu a ilha para os Estados Unidos. O território funciona sob uma constituição própria e os seus cidadãos elegem o governador. Porto Rico continua sendo território dos Estados Unidos.

Praça na Velha San Juan Praça na Velha San Juan